ALFACE AMERICANE IRENE
Código
Apresentação
Pedido
Mínino
Unidade
Venda
412
Envelope com 2.000 peletes
2.000 plts
Unidade
418
Pouche 50g
50g
Unidade
413
Pouche 100g
100g
Unidade
450
Envelope com 7.500 peletes
7.500 plts
Unidade
411
Maço 50g/10 ENV. LP. X 5g
ENV.
Unidade

• Ciclo de 48-53 dias após transplante.
• Alface repolhuda, com folhas crespas, tipo americana que forma cabeças firmes e bem fechadas.
• Sementes pretas.
• Especialmente indicada para plantios em épocas de temperaturas elevadas.


Nome comum: Alface Americana Irene
Nome científico: Lactuca sativa L.
 
PROPRIEDADES DE SOLO E SUGESTÕES DE ADUBAÇÃO:
pH
do solo
T(ºC) solo
germinação
Variação ótima
V
(%)
Adubação Básica
(Kg/ha)
Adubação de
Cobertura (Kg/ha)
Adubação Foliar
N
P2O5
K2O
N
P2O5
K2O
6,0 a
6,8
5-25
70
30
250-400
90
80-100
0
40-50
K, Ca, B, Zn e Soluções
com C orgânico

Distribuir as aplicações de cobertura em 3 etapas a cada 15 dias após o transplante das mudas. Quanto à adubação orgânica: aplicar 15t/hectare de esterco de curral ou 8t/hectare de esterco de galinha curtido.

PRINCIPAIS INDICAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CULTIVO:
Espaç.
(m)

sem./g
Gasto
de
sem./ha
Densid,
de
plantio
(pls/ha)
Profund.
de
plantio
(cm)
Semen-
teira
Trans-
plante
Semeadura
direta
Plantio
Sistema de
Condução
Tipo de
irrigação
0,35
x
0,35
800
a
900
200g
55.850
0,3-0,5
Sim
Sim
Não
Manual
Mecânico
Canteiro
Linha
Aspersão,
Sulco, inundação,
Gotejo e Hidroponia.
Sim
Sim*
 
 
Dicas Importantes:
• Solos de textura média com boa capacidade de retenção de água são os mais indicados. O Manejo do K é fundamental para o sucesso desta cultura. Em cultivos hidropônicos, deve-se cuidar para que a planta fique bem presa ao substrato, cano ou calha, pois o contrário não formará cabeça.
CICLO: 45-50 dias após transplante.
RENDIMENTO: 2.000 a 3.000 engradados/ha.
 
Principais doenças: Septoriose (Septoria lactucae), Tombamento (Rhizoctonia solani; Phytium spp), Podridão de esclerotínia (Sclerotinia scleotiorum ou Sclerotinia rolfsii), Queima das saias (Rhizoctonia solani ou Botrytis cininerea), Mancha ou Crestamento Bacteriano (Pseudomonas cichorii), Podridão Mole (Erwinia carotovora), Murcha Bacteriana (Xanthomonas campestris pv. vitians), Murchadeira (Thielaviopsis basicola), Mildio (Bremia lactucae), Oídio (Oidium sp.), Nematóides (Meloidogyne javanica e Meloidogyne incognita), Vírus do Mosaico do Alface - LMV (Lettuce Mosaic Virus), Vira-Cabeça (Tospovirus, "big-vein" LBVaV (Lettuce big vein associated virus) e MLBVV (Mirafiori lettuce big vein virus)
 
Principais pragas: Afídeos (Myzus persicae, Macrosiphum euphorbiae, Aphis gossypii e Aphis fabae), Minadora (Liriomyza spp.), Tripes (Frankliniella occidentalis).

Fontes: Manual Técnico - Cultivo de Hortaliças 2011 - abcsem / Catálogo Hortivale

PÁGINA INICIAL
- LISTA DE PRODUTOS